Pesquisa PDF Imprimir E-mail

Só 25% dos comerciantes curitibanos apostam em mais faturamento na Copa

Comércio varejista é o setor que se mostrou menos empolgado. De modo geral, apenas 28% investiram para o evento


 

 

 

o Bem Paraná - junho/2014

 

 

Apenas 25% dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo de Curitiba acreditam que o mundial de futebol trará impactos positivos no faturamento. Os dados são de uma sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), que ouviu empresas dos três setores por ela representados: comércio varejista, serviços e turismo.

 

De modo geral, o percentual de empresas que investiu no estabelecimento exclusivamente para o evento foi de 28%. Destes, 53% apostaram na modernização visual, propaganda e marketing. Melhorias nas instalações e equipamentos foram a escolha de outros 27%, a capacitação de funcionários foi realizada por 18% e apenas 2% optaram por aumentar o quadro de funcionários.

 

Entre os três setores analisados, o varejo é o que menos se vê beneficiado pela Copa do Mundo, com apenas 17% de respostas positivas. A maioria restante, 83%, acredita que a realização dos jogos na cidade será indiferente para seus negócios. No setor de serviços os percentuais não foram muito diferentes, 23% têm expectativas positivas. No entanto, os empresários do turismo esbanjam otimismo e 88% esperam que o evento vai elevar o faturamento.

 

Segundo a Fecomércio PR, foi criada uma expectativa muito grande em relação ao desempenho da economia em diferentes setores para o período da Copa do Mundo. Essa perspectiva levou muitos agentes econômicos a se prepararem para atender o movimento adicional, o que envolveu modernização ou ampliação de instalações, qualificação e contratação de funcionários. No entanto, às vésperas do mundial, a visão dos empresários está aquém do esperado ou desejado. Verifica-se um clima de pessimismo no país, dificuldades e restrições relacionadas à atual conjuntura econômica, que engloba taxas de juros crescentes, inflação, desempenho tímido do PIB brasileiro no primeiro trimestre, redução da produção industrial, queda nas vendas em setores importantes do varejo, entre outros fatores.

 

Comércio

 

No comércio varejista, que se mostrou o setor menos empolgado com a Copa, foram ouvidas floriculturas, auto elétricas, lojas de informática, joalherias, brinquedos, autopeças, lojas de departamentos, móveis e decorações, livrarias, concessionárias de veículos, vestuário, supermercados, farmácias e livrarias e papelarias.

 

Entre os varejistas, 22% realizaram investimentos, alocados principalmente na modernização visual, propaganda e marketing (52%), equipamentos e instalações (22%), treinamento de funcionários (22%) e contratação de novos colaboradores (4%).

 

Serviços

 

Apesar de um pouco mais otimistas, somente 21% das empresas prestadoras de serviços se prepararam especificamente para o fluxo de negócios gerados no período dos jogos. O maior parte dos recursos, 54%, foi aplicada em infraestrutura e 46% decidiram modernizar o visual e a comunicação.

 

Foram ouvidas empresas dos ramos de estética e beleza, locadoras de veículos, escritórios de contabilidade, paisagismo, importação e comércio de produtos ecológicos, decoração de eventos, locação de bilhar, instalação de alarmes, academias, restaurantes, bares, lanchonetes e cafeterias.

 

Turismo

 

Os empresários de turismo projetam que serão os grandes beneficiados com a Copa do Mundo, tanto que 94% dos gestores de hotéis e agências de viagens afirmaram ter se preparado para receber os turistas. Mais uma vez, modernização do visual, propaganda e marketing receberam o maior aporte, com 60%. O setor de turismo foi o que mais investiu na qualificação dos funcionários, com 27%, e 13% fizeram melhorias em suas instalações e equipamentos.

 

Metodologia

 

A sondagem da Fecomércio PR ouviu 200 empresas de Curitiba durante o mês de maio. Foram avaliados três setores representados pela instituição: comércio varejista, serviços e turismo.

 

Vendas em maio


O consumo nas lojas de todo o país cresceu 0,8% de abril para maio, o que indica perda de intensidade em relação à expansão registrada na passagem de março para abril, 1,6%. É o que mostra o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

 

Em relação a maio de 2013, o movimento de clientes foi 5,2% maior, taxa ligeiramente inferior ao crescimento verificado na comparação anual em abril (5,4%). No acumulado desde janeiro, a demanda teve alta de  4,1% ante uma elevação de 9,6%, no mesmo período do ano passado.

 

Os economistas da Serasa Experian atribuíram essa queda no ritmo das vendas ao “encarecimento do crediário em praticamente todas as suas modalidades, à inflação elevada e à queda dos níveis de confiança dos consumidores“.

 

Dinheiro e sempre bem vindo justo pra diferenciar difícil pequeno 25 centavos reduzir as taxas – dinheiro sumir mais cartão e mais seguro

 

O único setor com alta mais expressiva sobre abril é o de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, com alta de 1,8%. No segmento de material de construção, a taxa ficou praticamente estável em 0,3%. Já  nos demais ramos do comércio varejista ocorreram quedas: móveis, eletroeletrônicos e informática (-2,3%); veículos, motos e peças (-2%); combustíveis e lubrificantes (-0.2%) e tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-0,2%).

 

Nos cinco primeiros meses do ano, o crescimento foi mais concentrado no setor de combustíveis e lubrificantes (4,7%),seguido dos de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (4,5%); material de construção (4,4%) ; veículos, motos e peças (1,8%); móveis, eletroeletrônicos e informática (0,7%). A única queda ocorreu em lojas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-3,3%). (Fonte: Agência Brasil)

 

O desempenho do comércio paranaense ou de Curitiba ainda não havia sido divulgado até o fechamento desta reportagem.

 
 

Pesquisa no site

Últimas Notícias

Anterior Próximo
Negócios

Negócios

Vale Cultura movimenta R$ 13,7 milhões em vendas e consumo maior é em livrarias Balanço foi divulgado pelo Ministério da Cultura;...

Redação Comentários 11 Jul 2014

Leia mais
Tecnologia

Tecnologia

Loja física testa pagamento móvel para evitar filas‏ Por meio de um aplicativo, o cliente faz o pagamento pelo celular; tendência...

Redação Comentários 11 Jul 2014

Leia mais
Lojista

Lojista

Marca americana escolhe Curitiba como cidade teste para a entrada no Brasil Inch of Gold tem dois quiosques no Palladium...

Denise Mello Comentários 11 Jul 2014

Leia mais
Marketing

Marketing

Marketing “certeiro” do varejo usa até TV quebrada na Copa para faturar Até prejuízo com goleada da Alemanha vira “lucro”; especialista...

Denise Mello Comentários 11 Jul 2014

Leia mais
Vendas

Vendas

Copa "afunda" comércio de Curitiba e junho registra queda de 14% nas vendas Lojistas e economistas explicam o que aconteceu...

Denise Mello Comentários 11 Jul 2014

Leia mais

Evento

Exposição Brasil - Espanha: Unidos pela mesma paixão Depoimentos de craques do Brasil que brilham na Espanha fazem parte do evento ...

Redação Comentários 02 Jul 2014

Leia mais

Opinião

“Refis da Copa” Dilma alterou novamente os prazos para parcelamento dos débitos federais  

Redação Comentários 02 Jul 2014

Leia mais
Projeto de lei

Projeto de lei

Projeto na Câmara Federal quer acabar com feriado da proclamação da República Para deputado autor da proposta, o 15 de novembro...

Redação Comentários 02 Jul 2014

Leia mais
Negócios

Negócios

Salas de cinema avançam para o interior para ampliar público Redes pegam carona na expansão dos shoppings em cidades de pequeno...

Redação Comentários 02 Jul 2014

Leia mais
Trabalhadores

Trabalhadores

Vereador pede ampliação de estação-tubo em frente ao ParkShoppingBarigui Sindicato dos Trabalhadores coloca que embarque não dá conta dos 2...

Denise Mello Comentários 02 Jul 2014

Leia mais
Paraná

Paraná

Obras do Shopping Catuaí de Foz devem começar em julho Saiba como está a negociação para os Shoppings Atuba e Jockey...

Denise Mello Comentários 01 Jul 2014

Leia mais
Marketing

Marketing

Pista de gelo do ParkShoppingBarigui chega ao 10º ano com mérito de ter ensinado curitibano a patinar Gerente de marketing fala...

Denise Mello Comentários 01 Jul 2014

Leia mais

Opinião

Em matéria de juros, Brasil está na contramão do mundo Análise é do colunista da Folha, Benjamin Steinbrunch  

Denise Mello Comentários 20 Jun 2014

Leia mais
Tendência

Tendência

"Boom" de shoppings deve reduzir pressão sobre aluguel Grande oferta de shoppings reflete um momento do passado recente, quando o comércio...

Redação Comentários 20 Jun 2014

Leia mais

Economia

Vendas do comércio crescem 2% em maio em Curitiba Índice subiu em relação ao mês de abril, mas teve crescimento negativo...

Redação Comentários 20 Jun 2014

Leia mais
Tendência

Tendência

"Boom" de shoppings deve reduzir pressão sobre aluguel Grande oferta de shoppings reflete um momento do passado recente, quando o comércio...

Redação Comentários 20 Jun 2014

Leia mais